23 julho 2007

As Minhas Cassetes (II)



Aqui estão elas, despudoradamente mostradas na sua desarrumação.

13 comentários:

jose quintela soares disse...

As minhas não cabem numa fotografia...

miguel domingues disse...

E estas só cabem porque estão ao molho :)

miguel domingues disse...

E estas só cabem porque estão ao molho :)

sandra torres disse...

Ainda hei-de vê-as todas um dia. Não esquecer o leitor de cassetes!

*

Daniel Pereira disse...

Pouca organização, hehe. E vejo cassetes deitadas. Não desmagnetizam assim? Ou isso é um mito?

miguel domingues disse...

Daniel: Acho que é mito. E tempos houve em que estavam organizadas. Só que, tira uma para ver, tira duas para chegar a outra, e acabam por ficar assim. Arrumá-las nunca demora menos de hora e meia. É algo a que terei de dedicar algum tempo

Ricardo Martins disse...

LOL. Belíssima foto, de um cariz mais pessoal. Mesmo assim, fazes uma cena fixe que eu sempre fui preguiçoso para fazer: etiquetar e numerar as cassetes, para tornar mais fácil a localização. Resultado: às vezes perco 20 minutos à procura de um filme nas minhas cerca de 200 cassetes (com 2 ou 3 filmes gravados em cada).

Ricardo Martins disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
joana tg disse...

Hey...e na epóca da tecnologia já pensaste em passar isso tudo pra dvd´s?...Não me perguntes como mas o monte ficava muuuiiiiito mais piqueno....lol.... bjs

miguel domingues disse...

Ricardo: Foi quando comecei a perder muito tempo à procura que as numerei e cataloguei. E, aliás, em breve espero fazê-lo diferentemente, para poder ver os filmes por ordem cronológica de realizador. Agora, tempo para isso?...

Joana: Lá mais pequeno ficava, mas custava um pouco. E, apesar de tudo, têm um valor sentimental.

joana tg disse...

lol...eu calculei que sim...é como se diz do discos de vinil - que tem mais qualidade. São mais naturais e não estão tão trabalhados...mas falta tirar fotos de outra coisa que deves ter ao "monte"...Livros? É igual ou maior a confusão?...O que vale é que esses já vem "etiquetados"... bjs

José Quintela Soares disse...

Estou a passar os vhs para dvd.
É fácil e não é caro.
Basta ter um leitor de vhs e um gravador de dvd, e obviamente, dvd virgens.
A imagem nunca alcança a nitidez de um dvd originsl, mas o que temos em vhs não mais se deteriora.

Aconselho vivamente!

miguel domingues disse...

Joana: a confusão dos livros é ainda maior :)

JQS: é um facto. mas como escrevi na crón9ca que originou esta foto, hoje em dia vejo todos os suportes como cópia de trabalho. E como não tenho particulares raridades em cassete, por enquanto mantê-las-ei.